Sistema Sensorial – O que é? Funções, Órgãos que fazem parte e Importância

Imagine-se caminhando pela areia da praia em pleno verão brasileiro. Você, certamente, terá diversas sensações. Se estiver descalço, sentirá a areia em atrito com o seu pé, bem como a temperatura do solo.

Suas pupilas estarão pequenas, devido à claridade absurda da praia e ao reflexo do sol na areia. Até que você começa a notar a presença de barraquinhas e o cheiro de pastel frito na hora. Bate uma fome, não é mesmo? Você vai até lá e pede um pastel de queijo. A massa está perfeita: bem temperada e crocante.

Essa é a incrível capacidade do corpo humano de sentir cheiros, sabores, texturas e temperaturas. Mas, como? Por quê?

É por meio do sistema sensorial que podemos assimilar informações a respeito do meio externo e interno e gerar respostas a eles. Os estímulos são transmitidos pelos impulsos elétricos, por um receptor apropriado, até o sistema nervoso central, que os processa, gera sensações e respostas.

O que é o sistema sensorial?

O sistema sensorial é bastante complexo, sendo responsável pelos sentidos, que se resumem em: tato, olfato, paladar, visão, audição e equilíbrio.

Quais são as suas funções?

A função do sistema sensorial função é transmitir informações sobre estímulos externos e internos ao cérebro e reagir a eles. Isso ocorre por meio de células especializadas, chamadas receptores, que compõem os órgãos desse sistema.

Há diversos tipos de receptores especializados para cada sentido: fotorreceptores, mecanorreceptores, quimiorreceptores, termorreceptorese outros.

Quais órgãos fazem parte

Em seres humanos, os órgãos que compõem esse sistema são: pele, nariz, língua, olhos e ouvidos. Entenda mais a respeito de cada um, abaixo.

Pele

A pele é considerada o maior órgão do corpo humano e, dentro do sistema sensorial, é responsável pelo Sistema sensorialtato. Ela realiza a percepção de dor, temperatura e textura.

Os corpúsculos de Pacini são mecanoreceptoresespalhados na pele, nas mucosas e em muitas vísceras. Essas estruturas captam os estímulos mecânicos e os transmitem ao sistema nervoso central.

Nariz

O nariz é responsável pelo olfato, sentido que distingue odores. No interior desse órgão está o epitélio olfativo, que contém inúmeros receptores chamados de células olfativas.

Estudos têm demonstrado o papel da história do indivíduo sobre a modulação do olfato. Ou seja, o meio externo influencia no funcionamento e na constituição do nariz de pessoas expostas a diferentes ambientes, com odores diferentes.

Além disso, o olfato atua conjuntamente com o paladar na percepção dos sabores.

Língua

É pelo paladar que podemos selecionar os itens dos quais nos alimentamos. Na história humana, esse sistema foi fundamental para reconhecermos alimentos venosos (que, geralmente, são amargos) e os contaminados por fungos e bactérias.

As papilas gustativas são os receptores responsáveis pela percepção de sabores. São estruturas localizadas na língua que detectam a presença de substâncias químicas.

Mais especificamente, elas distinguem quatro sabores principais (azedo, salgado, doce e amargo) e os demais são uma combinação desses quatro. Cada uma delas fica posicionada em uma região específica da língua.

Experimente provar canela tampando seu nariz. Você notará algo estranho. Isso acontece porque, como mencionado anteriormente, o olfato também atua na percepção de sabores. É por isso, também, que, quando estamos com problemas de respiração, não sentimos o gosto dos alimentos apropriadamente.

Olhos

Nos olhos estão localizados os fotorreceptores, células sensoriais responsáveis pela visão. Esses receptores possuem dois formatos: cone, que distinguem cores, e bastonetes, sensíveis às alterações de luminosidade. Além disso, esses receptores permitem a percepção de formatos, distâncias e tamanhos.

Ouvido

As principais funções do ouvido são a audição e o equilíbrio. Como os sons possuem diferentes frequências de onda, eles produzem diferentes vibrações nos tímpanos – região que fará seu reconhecimento. Por meio dos mecanoceptores, esses estímulos são captados e transmitidos ao córtex cerebral.

Já o ouvido interno apresenta o sistema vestibular que é responsável pelo senso de equilíbrio. Nessa região, há um líquido que banha determinados cílios, dependendo da posição que a cabeça do indivíduo está. O nervo vestibular então conduz o impulso daqueles cílios que estão banhados e o cerebelo interpreta a posição do indivíduo.

Qual a sua importância

Sistema sensorial

O sistema sensorial tem a importante missão de detectar estímulos físicos e químicos, sendo responsável pela nossa relação com o meio externo e interno. Assim, além de permitir sensações de prazer, também ajuda a evitar acidentes, como queimaduras, ingestão de alimentos deteriorados e tropeços.

No entanto, há inúmeras doenças que podem atingir os sentidos humanos e, por isso, devemos ter cuidado. Entre as mais complexas, está a Hanseníase, uma infecção que ocorre na pele e nos nervos. Quando são afetados, a região se torna dormente e perde a tonicidade muscular. Ou seja, diminui a sensibilidade ao calor, à dor e ao tato.

Gostou? Confira, também, o conteúdo completo sobre o corpo humano! 


Referências utilizadas neste conteúdo:

Hanseníase. Disponível em:http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/hanseniase/9/

HUMPHREYS, J. Aristotle was wrong and so are we: there are far more than five senses. 2017. Disponível em: https://www.irishtimes.com/culture/aristotle-got-it-wrong-we-have-a-lot-more-than-five-senses-1.3079639.

Órgãos dos sentidos. Disponível em: http://biologia.ifsc.usp.br/bio2/apostila/apost-fisiol-parte1.pdf

O sentido do olfato varia conforme a história de vida da pessoa. Disponível em: https://www.unicamp.br/unicamp/index.php/ju/noticias/2017/04/25/o-sentido-do-olfato-varia-conforme-historia-de-vida-da-pessoa

Sistema somatossensorial. Disponível em:https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4054564/mod_resource/content/1/SENSORIAL_2017.pdf

Um olhar para além dos sentidos. Disponível em:http://cienciahoje.org.br/coluna/um-olhar-para-alem-dos-sentidos/


Bruna Manuele Campos

Bruna Manuele Campos

Bacharel e Licenciada em Ciências Biológicas pela USP (2016 e 2018), tem 25 anos e é apaixonada pela natureza e por explorar o mundo. Quando não está se aventurando por aí, gosta de aquietar as pernas com livros e séries.

Conheça Mais Sobre o Autor

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply