Sistema tegumentar – Funções, Órgãos e Importância

O conceito de sistema tegumentar abrange a pele humana, que é formada por tecidos distintos e possui fundamental importância em muitas funções do corpo.

É importante destacar que, além da pele, tal sistema envolve também todas as estruturas anexas a ela, que são pelos, unhas e glândulas (sudorípara e sebácea).

Funções do sistema tegumentar

Sistema tegumentar

 

A pele e seus anexos desempenham muitos papéis, os quais são fundamentais para que o equilíbrio do organismo seja mantido. Dentre eles, destaca-se:

  • Proteção – a pele protege os tecidos e os órgãos do impacto mecânico e dos agentes químicos e térmicos (como os raios solares);
  • Controle da temperatura – por meio das glândulas sudoríparas, é possível eliminar calor para que a temperatura do corpo seja controlada;
  • Sensopercepção – a pele contém milhares de terminações nervosas, as quais são responsáveis pela percepção de dor, temperatura e tato.

Órgãos do sistema tegumentar

São diversas estruturas e variados tecidos que compõem o sistema, podendo ser separados em:

  • Pele: possui inúmeras camadas, todas desempenhando funções próprias e atuando em conjunto;
  • Glândulas sudoríparas: como o nome sugere, produzem e excretam o suor, auxiliando no controle da temperatura. É uma glândula do tipo exócrina tubular enovelada;
  • Glândulas sebáceas: tratam-se de glândulas exócrinas acinares, que produzem uma espécie de sebo, o qual tem como função tornar a pele e os pelos oleosos, evitando a perda de água e calor;
  • Pelos: são estruturas de queratina modificada, que partem do folículo piloso. Além disso, são relevantes, também, para o controle da temperatura do organismo;
  • Unhas: as unhas também são estruturas anexas à pele, formadas de placas de queratina.

Quais as camadas da pele?

Como dito anteriormente, a pele divide-se em múltiplas camadas, sendo cada uma responsável por algo.

Epiderme

Partindo de fora para dentro, a epiderme é a camada mais externa da pele. Sendo assim, é responsável pela proteção, como uma barreira física para agentes externos.

Ela também é subdividida em:

  • Camada córnea: é a mais externa, não contendo células vivas, e sendo formada principalmente por queratina;
  • Camada lúcida: também contém células ricas em queratina e mortas, estando localizada mais internamente que a córnea;
  • Camada granulosa: contém células vivas (ainda), com núcleos cheios de grânulos e queratina;
  • Camada espinhosa: apresenta-se com células em formato de cubo, ricas em desmossomos (que são “botões” com a função de unir as células);
  • Camada basal: é a parte mais interna da epiderme, repleta de núcleos ovalados. Além disso, é a região que contêm os melanócitos – produtores de melanina e responsáveis por dar cor à pele.

Derme

É a camada mais espessa da pele, responsável pela vascularização e nutrição da epiderme. Também se divide em camadas, que são:

  • Camada papilar: é a região mais vascularizada, formada por tecido conjuntivo frouxo;
  • Camada reticular: contém tecido denso não modelado.

Hipoderme

É a camada mais interna da pele, composta de tecido adiposo. É nessa porção que estão as glândulas sudoríparas, explicadas anteriormente.

Qual a sua importância?

Sistema tegumentar2

Depois de conhecer todos os detalhes do tegumento, pode-se afirmar que esse é um sistema de extrema importância para os homens.

O controle térmico talvez seja uma das tarefas mais relevantes, pois se sabe que o corpo precisa de uma temperatura ótima para que tenha todas as suas funções adequadas. Por conta disso, a pele desenvolve dois mecanismos de:

  • Perda de calor: desempenhado principalmente com o auxílio das glândulas sudoríparas;
  • Retenção de calor: os pelos ficam eriçados quando é preciso aquecer a pele, e isso ocorre com o intuito de manter uma camada quente de ar próxima ao corpo.

Além disso, as glândulas existentes como estruturas anexas são fundamentais para as secreções de suor e sebo. As glândulas mamárias também são consideradas parte do tegumento, e garantem a amamentação de recém-nascidos e bebês.

A melanina está presente na epiderme, e é quem define a cor de cada indivíduo, sendo de fundamental importância.

Por último, e não menos importante, a função de barreira desempenhada pela pele impede que microorganismos cheguem facilmente aos órgãos internos, evitando infecções e complicações que poderiam ser fatais.

Gostou? Confira mais em órgãos do corpo humano!

Nicole Alessi

Sou Nicole Alessi, tenho 20 anos, estou cursando o 4º ano de medicina nas Faculdades Pequeno Príncipe e sou apaixonada pelo que faço! Nas horas vagas, gosto de transformar em palavras todo o conhecimento que adquiro na graduação, com o intuito de promover a educação em saúde e, consequentemente, gerar bem-estar e qualidade de vida!

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content