Tabela Periódica Completa Atualizada – Elementos. Como funciona?

A tabela periódica é o documento atualizado, que organiza todos os elementos químicos conhecidos e suas propriedades. Ela coloca-os em ordem crescente ao número de prótons, sendo composta por 119 elementos químicos: 32 deles naturais e 26 artificiais. A última vez que ela foi atualizada foi em março de 2018, com o descobrimento do Rutênio (Ru) como um quarto elemento de propriedades magnéticas.

Este tipo de organização é adotado mundialmente na Química, desde 1869, quando o cientista siberiano, Dimitri Mandeleev, propôs a tabela periódica, para organização dos elementos químicos, sendo que, na época, eram conhecidos somente 60. A primeira forma é mantida até hoje: são identificados conforme massa, átomos, propriedade e categoria pertencente.

Tabela Periódica Atualizada Completa (2018)

tabela periódica atualizada 2018 completa

Acima, você confere a tabela atualizada e completa, sendo que a última atualização foi com o Rutênio, em 2018. A descoberta foi feita por cientistas japoneses, liderados pelo físico Hideto Enyo, que comandava o acelerador de partículas de Tóquio.

O novo elemento inaugurou uma nova linha (a oitava) na tabela periódica, tendo surgido a partir de feixes de vanádio, um metal com alvo de cúrio – um dos elementos mais pesados encontrados na Terra. A teoria é que o núcleo do átomo possui 23 prótons do cúrio 96. Juntos, eles criam um elemento de 119 prótons. O elemento eletromagnético pode contribuir para várias funções na sociedade, inclusive na melhoria de aparatos tecnológicos da indústria de eletrônicos e automobilística.

Como funciona a tabela

Ela é organizada com várias informações, cada uma ajudando no processo de identificação dos elementos. Confira como lê-la corretamente:

Período

As linhas horizontais são os períodos (correspondem as linhas). Eles são separados em um total de 7:

  • 1º período: 2 elementos;
  • 2º período: 8 elementos;
  • 3° período: 8 elementos;
  • 4° período: 18 elementos;
  • 5° período: 18 elementos;
  • 6° período: 32 elementos;
  • 7° período : 32 elementos.

Famílias e Grupos

As famílias são as linhas verticais. Nessa posição são informados os números de elétrons e a camada de valência, representada com números. Enquanto isso, os grupos são as letras que o acompanham e servem para identificar o tipo de material.

  • Família 1A: Metais Alcalinos (lítio, sódio, potássion, rubídio, césio e frâncio);
  • Família 2A: Metais Alcalino- Terrosos (berílio, magnésio, cálcio, estrôncio, bário e rádio);
  • Família 3A: Família do Boro (boro, alumínio, gálio, índio, tálio e unúntrio);
  • Família 4A: Família do Carbono (carbono, silício, germânio, estanho, chumbo e fleróvio);
  • Família 5A: Família do Nitrogênio (nitrogênio, fósforo, arsênio,antimônio,busmuto e ununpêntio);
  • Família 6A: Calcogênios (oxigênio, enxofre, sel~enio,telúrio,polônio,livermório);
  • Família 7A: Halogênios (flúor, cloro, bromo, iodo, astato e ununséptio);
  • Família 8A: Gases Nobres (hélio, neônio, argônio,criptônio,xenônio,radônio e ununóctio).

os pertencentes à família com grupo B são os metais de transição, que pode ser interna ou externa. Os representativos são aqueles que terminam em s ou p, já os de transição externa terminam em d ou f.

  • Família 1B: cobre, prata, ouro e roentgênio;
  • Família 2B: zinco, cádmio, mercúrio e copernício;
  • Família 3B: escândio, ítrio e sério de lantanídeos (15 elementos) e actinídeos (15 elementos);
  • Família 4B: titânio, zircônio, háfnio e rutherfórdio;
  • Família 5B: vanádio, nióbio, tântalo e dúbnio;
  • Família 6B: cromo, molibdênio, tungstênio e seabórgio;
  • Família 7B: manganês, tecnécio, rênio e bóhrio;
  • Família 8B: ferro, rutênio, ósmio, hássio, cobalto, ródio, irídio, meitnério, níquel, paládio, platina, darmstádio.

Classificação dos elementos

Os elementos são classificados conforme o tipo, separados em:

  • Metais: têm como característica conduzir o calor e a eletricidade. São sólidos (com exceção do mercúrio) e com boa maleabilidade;
  • Não metais: têm como característica conduzir bem correntes elétricas e calor. No entanto, diferentemente dos metais, não têm uma forma física única: assumem qualquer estado físico, de acordo com a temperatura do ambiente que se encontram;
  • Semi-metais: têm propriedades intermediárias, sendo todos sólidos, quando encontrados em temperatura ambiente. Têm características tanto de metais como de não-metais;
  • Gases Nobres: são considerados inertes e têm baixa reatividade, dificilmente conduzindo eletricidade ou calor.

Elementos naturais e artificiais

A tabela difere os elementos naturais, ou seja, aquele naturalmente existentes na Terra, dos fabricados em laboratórios, por meio de pesquisas nucleares. O primeiro elemento sintético descoberto foi o tecnécio (número atômico 43).

Outros exemplos de elementos químicos descobertos por experimentações são frâncio, plutônio e urânio. As principais características destes elementos é que a grande maioria deles é radioativa, tendo uma vida média muito pequena – rapidamente deixam de existir. Além disso, alguns não ficam no ambiente mais do que alguns segundos.

Informações dos elementos

Dentro das caixas de cada elemento também organizam-se informações sobre aquele elemento em si. Ao lado superior esquerdo fica o número atômico (quantidade de átomos); no inferior esquerdo estão massa e nome por extenso; ao centro fica o símbolo; e no lado superior direito está a distribuição eletrônica.

No exemplo abaixo, você percebe como são distribuídas as informações do elemento Ferro (Fe):

como funciona tabela periódica

Este documento é utilizado para praticamente todos os estudos químicos, já que facilita – e muito – as operações, a distribuição e a organização dos elementos já mapeados.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply