Verbo transitivo direto – O que é, exemplos e mais!

Os verbos transitivos diretos são aqueles que não possuem significado completo e, por isso, exigem a presença de um complemento verbal, na forma de um objeto direto, que surge a fim de completar a transitividade do verbo.

Se você deseja saber tudo a respeito do verbo transitivo direto, continue lendo este artigo completo do Gestão Educacional a respeito do assunto e tire todas as suas dúvidas!

O que são verbos transitivos?

Antes de entrarmos especificamente nos verbos transitivos diretos, convém entendermos o que são verbos transitivos.

Quando se fala em regência verbal ou predicação verbal, falamos principalmente de dois grandes grupos de verbos: os verbos transitivos e os verbos intransitivos. Vejamos rapidamente a diferença entre esses dois tipos.

Os verbos intransitivos são aqueles que possuem significados completos, não exigindo, portanto, a presença de um complemento verbal. Nesse caso, o verbo, sozinho, já é suficiente, não sendo preciso usar um objeto direto ou indireto. Por exemplo:

  • Enquanto lia, Rita dormiu.

Nesse exemplo, o verbo em negrito é do tipo intransitivo. Isso porque ele não exigiu nenhum complemento que ajudasse a completar o seu significado, tendo, portanto, significado completo em si mesmo.

Os verbos transitivos, por sua vez, são aqueles que não possuem significados completos e, por isso, exigem a presença de um complemento verbal, que surge justamente para completar os sentidos transitivos desses verbos. Por exemplo:

  • Carmem comprou um colar.

O verbo nesse exemplo acima é transitivo, pois não possui significado completo. Se disséssemos apenas: “Carmem comprou”, ficaria a pergunta no ar: “Mas comprou o quê?”. Eis que surge, então, o complemento verbal, sublinhado no exemplo acima, a fim de completar o sentido transitivo do verbo.

O verbo transitivo pode ser do tipo direto, indireto, direto e indireto ou transitivo direto-predicativo. A seguir, veremos de maneira mais aprofundada o verbo transitivo direto.

O que são verbos transitivos diretos?

Como vimos até agora, os verbos transitivos são aqueles que não possuem significado completo e exigem, portanto, um complemento verbal.

Os verbos transitivos diretos são aqueles que exigem um objeto direto como complemento, ou seja, um complemento que é ligado diretamente ao verbo, sem o uso de uma preposição (quando são ligados por meio de uma preposição, o objeto recebe o nome de objeto direto e o verbo passa a ser um verbo transitivo indireto). Por exemplo:

  • O exército destruiu a cidade.

O verbo “destruir” é um verbo transitivo, pois não tem significado completo e demanda um complemento. Perceba que o completo, sublinhado no exemplo, se ligou diretamente ao verbo, ou seja, não foi introduzido por uma preposição (o “a” de “a cidade” é um artigo, não uma preposição). Logo, o complemento é um objeto direto, e o verbo é um verbo transitivo direto.

Confira outros exemplos de verbos transitivos diretos:

  • Eu quero o mundo!
  • Marcos quebrou o pé.
  • Márcia causou a maior confusão ontem!
  • Perdi todo o meu dinheiro apostando na mega-sena…
  • Leiam os capítulos 2 e 3 para a próxima aula.

Percebam que os verbos, de todos esses exemplos, são transitivos diretos, pois não possuem significado completo e demandam a presença de um complemento que aparece na forma de objeto direto, sem a presença de preposições.

Apenas para fins comparativos, confira um exemplo de verbo transitivo indireto:

  • Eu preciso de roupas novas.

Nesse exemplo de verbo transitivo indireto, perceba que o objeto direto (“roupas novas”) foi introduzido por meio de uma preposição (“de”). Logo, o objeto é um objeto indireto e o verbo é do tipo transitivo indireto.

Continue os estudos!

Referências

CUNHA, Celso. Nova gramática do português contemporâneo. Celso Cunha, Lindley Cintra. Rio de Janeiro: Lexikon, 2017.

LUFT, Celso Pedro. Moderna gramática brasileira. São Paulo: Globo, 2002.

Alexandre Garcia Peres

Alexandre Garcia Peres, formado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), gosta de arte, literatura, língua portuguesa, poesia e do seu gato.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content