Agente ou a gente? Significado e Exemplos

Agente e a gente costumam deixar muitas pessoas confusas na hora de escrever qualquer texto, como um simples e-mail. Não é para menos, afinal, a sonoridade de ambos são idênticas e a escrita é semelhante. Então, qual utilizar?

A resposta é curta e direta: depende. Tanto “agente” como “a gente” existem na Língua Portuguesa e estão corretamente escritas, mas há uma diferença enorme entre seus significados.

É na questão do significado que muitos erram e cometem gafes que poderiam ser facilmente evitadas, empregando as palavras corretamente e de acordo com a norma padrão do português. Continue a leitura e confira as regras para o melhor emprego das expressões, só aqui no Gestão Educacional!

Significado de “Agente”

Agente (escrito tudo junto) é um substantivo de dois gêneros e, dependendo do conteúdo do enunciado, também pode desempenhar o papel de um adjetivo, acrescentando uma qualidade ao substantivo.

Dessa forma, a palavra pode ser escrita na forma “a agente” ou “o agente”. Nesse caso, ambas significam aquele que pratica uma ação, como pode ser verificado nos exemplos:

  • O agente da polícia faz ronda noturna no bairro;
  • A agente de viagens ligou para o cliente de São Paulo;
  • Quando pequeno, brincava de ser agente secreto;
  • Se quiser contratá-lo, converse com seu agente;
  • O agente de trânsito está em horário de almoço.

Além da forma no singular, o substantivo também pode ser flexionado em número, apresentando a forma “agentes”, como em “Os agentes da polícia chegaram no momento do crime”.

Agente ou a gente

Significado de “a gente”

Já a gente (com escrita separada) é uma locução pronominal, que passa a ideia de pluralidade. Portanto, sempre remeterá à primeira pessoa do plural, ou seja, ao pronome pessoal do caso reto “nós”.

A locução é formada por dois elementos: o artigo definido singular “a” e o substantivo feminino “gente”. Curiosamente, a gente é uma forma mais utilizada na comunicação informal oral, embora também seja amplamente encontrada na escrita.

Pode reparar: no seu dia a dia, raramente encontramos alguém falando “nós vamos à praia” ou “nós estudamos na mesma escola”. O mais comum é ouvirmos “a gente vai à praia” ou “a gente estuda na mesma escola”.

Um detalhe importantíssimo sobre o uso de a gente é que embora a locução expresse ideia de pluralidade (mais de uma pessoa), o verbo que a acompanha sempre será conjugado na terceira pessoa do singular:

  • A gente foi à festa;
  • A gente viu a briga do casal;
  • Hoje a gente brincou a tarde toda;
  • A gente não foi ao bar;
  • Ela perguntou se a gente já almoçou.

Há, também, um outro detalhe de uso: quando a expressão agente vier acompanhada de um adjetivo, esse ficará no feminino, caso se refira a mulheres, somente. Caso inclua um homem, ficará no masculino:

  • A gente está disposta a estudar muito (feminino);
  • A gente está disposto a estudar muito (envolve ao menos um homem).

Agora que você aprendeu um pouco mais a respeito dessas peculiaridades da Língua Portuguesa, que tal testar os seus conhecimentos? Role a página até o fim e responda corretamente as questões! Ah… e não esqueça de compartilhar com os seus amigos!

  1. O _____ de fiscalização foi com _____ até a empresa.
  2. a) agente / agente
  3. b) agente / a gente
  4. c) a gente / agente

Resposta

Letra b (agente e a gente)

  1. Não queria vir com ____ para a praia.
  2. a) agente
  3. b) ajente
  4. c) a gente

Resposta

Letra c (a gente)

  1. Disse ao Pedro que era uma ____ russa
  2. a) agente
  3. b) a gente
  4. c) ajente

Resposta

Letra a (agente)

  1. Fez questão de esperar ______ antes de conversar com o ______.
  2. a) agente / a gente
  3. b) a gente / a gente
  4. c) a gente / agente

Resposta

Letra c (a gente e agente)

Rafaela Mustefaga

Graduada em Letras Português/Inglês, pela PUCPR, é revisora e editora de textos informativos, apaixonada por línguas e literatura e professora nas horas vagas.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content