Cultura – O que é? Formação e Exemplos

A cultura é um termo que pode abranger muitas áreas e possui inúmeros significados, dependendo de quem diz, de quem ouve e do contexto ao qual o conceito está relacionado. No dia a dia, a palavra cultura está conectada a uma ideia mais intelectual e erudita. Isto é, quando alguém quer ofender o outro e fala que aquele “não tem cultura”, está dizendo que o indivíduo é ignorante e não conhece muitos assuntos.

A palavra cultura pode ser ligada a outros aspectos, podendo até mesmo substituir semanticamente termos como “mentalidade”, “ideologia”, “tradição” e “espírito”. É normal, ainda, o uso de “cultura” atrelada a outras palavras, como “cultura política” ou “cultura empresarial”, dando ênfase que determinando sujeito possui ou não os conhecimentos necessários para atuar nesses segmentos, por exemplo.

Mas, o certo é que cultura é um termo muito mais profundo e que diz respeito a muito mais coisas que o senso comum e o cotidiano costumam apontar. Veja, a seguir, um pouco mais sobre seu significado.

Cultura

O que é cultura?

Em linhas gerais, cultura pode ser compreendida como o conjunto de crenças, tradições, costumes, língua, valores, religião, etc., que caracterizam um certo grupo social. É aquilo que vai conectar e identificar uma sociedade perante as outras e também em relação aos analistas.

Dessa forma, a cultura é considerada o patrimônio social de um determinado grupo e também a reunião dos padrões dos comportamentos humanos daquele agrupamento social. Coisas como a forma de se vestir, a linguagem, as maneiras de falar e de se relacionar são características bem específicas e que podem ser pertencentes a uma determinada cultura.

O filósofo francês Émile Durkheim (1858-1917) atesta que a cultura tem sido redimensionada por meio da história, um elemento importante na transformação das sociedades e, consequentemente, das culturas de cada povo.

A partir das reflexões de Durkheim, Cristiane Magalhães Porto escreve, em Um olhar sobre a definição de cultura e de cultura científica, que a cultura é uma “dimensão da personalidade social dos indivíduos que se constitui por meio da interiorização e dos modelos e valores funcionais para a manutenção da ordem social. Assim, considera os indivíduos como um produto da vida comum do que das forças da determinação da vida, isto é, tudo é devido, sobremaneira, à ação da sociedade”.

Cultura

Formação da cultura

O termo cultura, que provém do latim “honrar”, “cultivar” e “proteger”, passou por várias mudanças ao longo da história que, como já mencionado, muda não apenas o conceito, mas a própria cultura em si. Até o século XVI, a palavra era relacionada a uma ação e também a processos, no sentido de se ter cuidado com alguma coisa, seja com a colheita, os animais, etc.

No final do século XIX é que o termo recebe também um sentido mais ligado ao desenvolvimento das faculdades humanas. Isso faz com que as obras de arte e as práticas desse campo passem a representar o que é cultura de fato.

Entre os séculos XVIII e XIX foi consolidado o termo cultura mais usado nos meios intelectuais e acadêmicos e mais próximo do que se conhece hoje.

Na França, por exemplo, os iluministas deram à cultura um lugar importante na sociedade, pois ela seria a adição dos saberes que foram acumulados ao longo da história pela humanidade. Cristiane Porto diz que “no vocabulário francês da época, a palavra também estava associada às ideias de progresso, de evolução, de educação e de razão”. No século XX é que os franceses ampliaram o conceito para uma dimensão mais coletiva e entendendo a expressão até mesmo como a civilização em si.

Exemplos de cultura

Cultura

No âmbito da cultura, há três principais tipos que podem ser destacados e exemplificados. Veja:

Cultura de massa

Trata-se da cultura destinada a um grande número de pessoas, sem considerar suas especificidades e peculiaridades, mas sim observando a população de forma homogênea.

A produção de algumas formas de arte e entretenimento comerciais (uma música, uma peça de teatro, um programa de TV) podem ser enquadradas dessa forma.

Cultura erudita

Ao contrário da anterior, na erudita há um reconhecimento maior por parte da intelectualidade e um direcionamento mais técnico na produção artística. Sua disponibilidade é mais restrita a certos grupos sociais, até como uma maneira de diferenciar os públicos.

A música clássica é um exemplo comum a esse tipo de cultura.

Cultura popular

Ligada aos saberes, aos valores e às tradições que determinam um povo, a cultura popular agrega elementos fundantes de comunidades específicas. Sua produção é mais espontânea e orgânica do que na cultura erudita e não é encontrada necessariamente em bibliotecas, cinemas, museus, mas sim em uma festa popular, em uma dança típica, etc.

Rodrigo Herrero Lopes

Jornalista com 15 anos de experiência, é mestre em América Latina pela Universidade de São Paulo (USP) na linha de pesquisa Práticas Políticas e Relações Internacionais.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content