Demagogia – O que é? Definição, Origem, Técnicas utilizadas e Hipocrisia

Demagogia é uma forma de se fazer política na qual se sobressai o claro interesse em manipular uma parte da população por meio de persuasão ou promessas, que muitas vezes são esquecidas posteriormente.

É uma estratégia de condução política que se utiliza de argumentos apelativos e irracionais, em detrimento de uma argumentação racional. Basicamente, um político diz exatamente aquilo que o povo quer ouvir, ou promete realizar aquilo que o povo anseia.

O que é demagogia?

O termo demagogia vem do grego e significa “a arte de conduzir um povo”. Existem pelo menos dois sentidos diferentes para o uso do termo: em um sentido mais genérico, a demagogia pode ser classificada como qualquer tipo de técnica política com o objetivo de seduzir as pessoas. Em um sentido mais específico, refere-se a uma forma de governo que resulta da crise ou decadência de um sistema governado pelo povo.

É, portanto, uma prática que se tornou muito comum no meio político ao longo do tempo. Curiosamente, em sua origem, o termo demagogia não tinha uma conotação pejorativa como tem atualmente.

Origem da demagogia

Os primeiros demagogos surgiram na Grécia como defensores da população mais pobre, buscando uma posição de liderança dentro das cidades. Esses homens, com o tempo, passaram a utilizar meios não muito adequados para defender suas ideias e posições. Tanto Platão quanto Aristóteles foram críticos da Demagogia. Enquanto Platão acusava os demagogos de classificar como algo bom tudo o que os interessava, e ruim tudo aquilo o que não se concordava.

Aristóteles, por sua vez, via a demagogia como um risco para a democracia. Enquanto a democracia é feita por meio do debate racional e da argumentação, pensando no bem público como um todo, a demagogia diz respeito apenas aos interesses privados e irracionais de quem a pratica. Ou seja, a demagogia seria uma deturpação da democracia, uma vez que a política deixaria de ser centrada nos interesses em comum para se voltar aos interesses pessoais.

Técnicas utilizadas pelos demagogos

Algumas das técnicas utilizadas pelos demagogos são facilmente identificáveis. Outras, mais sutis, precisam de um olhar mais atento. Algumas das estratégias que podem ser citadas como exemplo são:

  • Falácias: de forma resumida, falácias são argumentos que se passam por verdadeiros, levando as pessoas ao equívoco e a uma interpretação errônea dos fatos;
  • Táticas de distração: é uma forma de atrair a atenção do público para assuntos que não estão ligados ao tema principal, evitando, dessa forma, tratar de questões indesejadas;
  • Bajulação: é elogiar, adular, prestigiar uma pessoa com a intenção de receber algo em troca ou de se colocar em uma posição favorável;
  • Discursos vazios: ocorre quando alguém usa palavras ou expressões consideradas difíceis, a fim de causar um impacto emocional no público, mas que, no fundo, não dizem nada de importante;
  • Distorções: muitas vezes, um demagogo vai distorcer uma informação em benefício próprio, por exemplo, alegar que um adversário fez tal coisa quando, na verdade, quem fez foi ele mesmo;
  • Mentiras, com o objetivo de confundir, distrair ou mesmo difamar um adversário.

Como vimos, são muitas as técnicas de persuasão. É possível supor que em um debate político todos os candidatos utilizem, em alguma medida, esses recursos. No entanto, é importante deixar claro uma coisa: a demagogia faz parte da política, mas nem todo político pode ser considerado um demagogo. O demagogo é aquele que vai utilizar as técnicas citadas, de maneira clara ou sutil, porém, de forma consistente.

Semelhanças entre demagogia e hipocrisia

Os dois conceitos são parecidos, e muitas vezes confundidos. Porém, existem diferenças que precisam ser pontuadas. Hipocrisia é, a grosso modo, o ato de defender crenças ou virtudes que a pessoa não pratica ou não possui. Enquanto a demagogia é algo ligado diretamente ao campo da política, a hipocrisia é algo que pode ser visto no dia a dia.

Semelhanças entre demagogia e populismo

Uma vez que a demagogia é utilizada para conquistar, sobretudo, os grupos menos favorecidos dentro de uma sociedade, é comum que apresente semelhanças com o chamado Populismo, termo utilizado para descrever uma política de governo que exerce ações para agradar o povo, mas apenas com o interesse de manter-se no poder e, justamente por estar ligado a um projeto de governo, difere-se da demagogia, que é uma prática pessoal.

Umberto Oliveira

Bacharel em História pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content