Plural dos substantivos compostos – Regras, Exemplos e Exercícios Resolvidos

Diferente do plural dos demais substantivos, que é fácil de ser formado, o plural dos substantivos compostos é relativamente complicado e geralmente causa bastante dúvida nos estudantes do idioma.

Para auxiliá-lo nessa questão do plural dos substantivos compostos, nós, do Gestão Educacional, preparamos este guia com as regras de formação deste substantivo que é o pesadelo de muitos falantes do português! Confira!

[VEJA TAMBÉM: O QUE SÃO SUBSTANTIVOS?]

O que é um substantivo composto?

O substantivo composto é um tipo de substantivo que se caracteriza por possuir mais de um radical, apondo-se à noção de substantivo simples, que possui apenas um radical. Veja a diferença em exemplos:

  • Porco + espinho = porco-espinho.

Nesses exemplos, perceba que porco e espinho são substantivos simples, com significado independente. Porém, quando se juntam, no processo de formação de palavras chamado composição, formam um novo vocábulo, com um significado próprio: porco-espinho, fazendo referência ao tipo de roedor que possui uma série de espinhos em seu corpo.

Vale observar, entretanto, que substantivos compostos não são formados apenas pela junção de substantivos, mas também com vocábulos de outras classes gramaticais. Confira tudo sobre os substantivos compostos neste nosso artigo especificamente sobre eles, clicando aqui!

Como comentado, a formação do plural dos substantivos compostos é relativamente difícil de ser simplificada. Isso porque há grande variação em suas regras.

Consultando-se as gramáticas de Cunha & Cintra (2017) e Rocha Lima (1996), pode-se chegar às seguintes regras de formação do plural de substantivos compostos:

1. Quando o substantivo composto é escrito sem hífen, forma-se o plural normalmente, como em um substantivo simples:

  • Aguardente -> aguardentes;
  • Ferrovia -> ferrovias;
  • Lobisomem -> lobisomens;
  • Vaivém -> vaivéns.

2. Quando o primeiro termo é um verbo ou uma palavra invariável (que não varia em gênero, grau e número) e o segundo um substantivo ou um adjetivo, apenas a segunda palavra varia em número:

  • Guarda-chuva (verbo + substantivo) -> guarda-chuvas;
  • Bate-boca (verbo + substantivo) -> bate-bocas;
  • Abaixo-assinado (advérbio [invariável] + adjetivo) -> abaixo-assinados.

3. Em substantivos compostos cuja primeira palavra é grão (variação de “grande”), apenas a segunda palavra varia em número:

  • Grã-cruz -> grã-cruzes;
  • Grã-mestre -> grã-mestres;
  • Grã-duque -> grã-duques.

4. Com substantivos compostos formados por palavras repetidas (menos quando os termos forem verbos), apenas a segunda palavra varia em número:

  • Tico-tico -> tico-ticos;
  • Teco-teco -> teco-tecos;
  • Tique-taque -> tique-taques. 

5. Em substantivos compostos formados por verbos repetidos, ambos variam em número:

  • Pega-pega -> pegas-pegas;
  • Bule-bule -> bules-bules;
  • Corre-corre -> corres-corres.

6. Quando as palavras do substantivo composto são conectadas por uma preposição, apenas a primeira palavra varia em número:

  • Pé-de-moleque -> pés-de-moleque;
  • Pão de ló -> pães de ló;
  • Mula-sem-cabeça -> mulas-sem-cabeça.

7. Em substantivos compostos formados por dois substantivos, com o segundo substantivo agindo como determinante (ou seja, restringindo o significado do primeiro), só o primeiro substantivo varia em número:

  • Banana-prata -> bananas-prata;
  • Caneta-tinteiro -> canetas-tinteiro;
  • Cavalo-vapor -> cavalos-vapor.

8. Em substantivos compostos formados por: substantivo + substantivo, substantivo + adjetivo, adjetivo + substantivo, geralmente, ambas as palavras variam em número:

  • Cirurgião-dentista -> cirurgiões-dentistas;
  • Fogo-fátuo -> fogos-fátuos;
  • Segunda-feira -> segundas-feiras.

9. Em substantivos compostos formados por verbos de sentido oposto um do outro, não há variação em número (com exceção de quando não forem separados por hífen, como vimos):

  • O perde-ganha -> os perde-ganha;
  • O leva-e-traz -> os leva-e-traz.

10. Em substantivos compostos cujo segunda palavra já esteja no plural, não há variação de número:

  • O troca-tintas -> os troca-tintas;
  • O espirra-canivetes -> os espirra-canivetes.

Alexandre Garcia Peres

Alexandre Garcia Peres, formado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), gosta de arte, literatura, língua portuguesa, poesia e do seu gato.

Conheça Mais Sobre o Autor

Teste seus conhecimentos sobre Plural dos substantivos compostos – Regras, Exemplos e Exercícios Resolvidos

1) Leia as afirmações abaixo a respeito dos substantivos compostos, atentando-se se são verdadeiras ou falsas, e depois faça o que se pede. I. Os substantivos compostos são aqueles que possuem mais de um radical. São formados por meio do processo de formação de palavra chamado composição. II. Substantivos compostos sem-hífen são pluralizados normalmente, como substantivos simples. III. Substantivos compostos conectados por preposições não variam em número. IV. Substantivos compostos formados por palavras repetidas, com exceção de verbos, recebem flexão de número em ambas as palavras. V. Os seguintes substantivos compostos estão corretamente flexionados em número: couves-flores, grão-vizires, pés de cabra. São afirmações verdadeiras:

  • a) I e II.
  • b) I e V.
  • c) I, II e V.
  • d) I, II, IV e V.

2) Assinale a alternativa em que todos os substantivos compostos estão corretamente flexionados em número:

  • a) vice-presidentes, joãos-de-barro, cartas-bilhetes.
  • b) perobas-do-campo, flores-de-lis, salário-famílias.
  • c) vitória-régias, amores-perfeitos, mangas-espada.
  • d) tenentes-coronéis, sempre-vivas, gentis-homens.

Deixe seu Comentário

WebGo Content