Purismo – Movimento Artístico: Surgimento, Características e Artistas

O purismo foi um movimento artístico, iniciado por volta do ano de 1918, cuja proposta era a de desenvolver uma arte em que os objetos fossem representados na sua forma mais pura, ou seja, com formas simples, livres de complexidade, e sem a presença de muitos detalhes.

Ficou interessado? Descubra tudo sobre o purismo neste artigo que preparamos para você! Só aqui, no Gestão Educacional!

Purismo

Como surgiu e o que defende o purismo?

O purismo foi fundado por Le Corbusier, nome artístico do arquiteto Edouard Jeanneret, e por Amédée Ozenfant, em 1918.

A primeira aparição do nome, cunhado por esses dois artistas, foi no livro Après le Cubisme (Depois do Cubismo, em tradução livre), publicado em 1918, considerado o manifesto do purismo.

A obra criticava bastante o caminho que o Cubismo havia tomado, com objetos sendo retratados excessivamente fragmentados, e a arte novamente adquirindo um valor de decoração. Com isso, os autores defendem o desenvolvimento de um novo movimento artístico: o purismo.

Por ser uma derivação do Cubismo, os puristas, na época, muitas vezes se referiam ao movimento como o “Cubismo Puro”.

O movimento, então, contrário ao cubismo, defendia principalmente a simplificação da arte, especialmente da pintura e da arquitetura, inclusive desvencilhando-se da ideia de que a arte necessariamente precisava ter uma carga sentimental.

Nature morte verticale

Le Corbusier — Nature morte verticale.

A arte, segundo os puristas, precisava ser objetiva, ou seja, transmitir de forma mais direta possível a mensagem, sem dar brechas para uma infinidade de interpretações, como outros movimentos artísticos.

A arte produzida pelos puristas é, portanto, sem subjetividade e sem fins decorativos, pois o papel do artista, segundo essa vertente, é o de captar a natureza, naturalmente desordenada, e simplificá-la numa obra de arte simples e objetiva.

Além disso, as formas geométricas são imensamente utilizadas nas obras, pois o homem, segundo os puristas, é um animal geométrico, bem como o seu espírito.

O movimento foi impulsionado pela revolução das máquinas no início do século XX. O trabalho passou a cada vez mais ganhar características de funcionalidade, e a arte seguiu pelo mesmo caminho.

Entretanto, teve vida muito curta, pois o movimento não ganhou muitos seguidores. Mesmo assim, suas influências podem ser sentidas até mesmo nas obras de autores brasileiros, como Mário de Andrade, além de ter contribuído para o desenvolvimento de outros movimentos artísticos, como o Construtivismo, o Bauhaus e o Neoplasticismo.

Principais características da arte purista

  • Obras racionais, sem valores emocionais;
  • Obras objetivas, sem espaço para subjetividade e múltiplas interpretações;
  • Obras claras, sem complexidades, especialmente de interpretação;
  • Obras sem qualidades decorativas;
  • Simplificação das formas;
  • Escassez de detalhes;
  • Uso de formas geométricas;
  • Proporcionalidade;
  • Foco maior na concepção do que na técnica (sendo a técnica, segundo os puristas, uma mera ferramenta para se alcançar a concepção);
  • Representação em apenas duas dimensões, não criando efeitos de profundidade e volume.
Nature morte au verre

Amédée Ozenfant — Nature morte au verre de vin rouge.

Quais foram os principais artistas?

O purismo não teve muitos adeptos, o que culminou num fim prematuro. Alguns dos principais artistas do purismo foram:

  • Amédée Ozenfant (1886-1966);
  • Le Corbusier (1887-1965);
  • Serge Charchoune (1889-1975);
  • Joseph Csáky (1888-1971);
  • Franciska Clausen (1899-1986).

Algumas obras

  • Amédée Ozenfant — Nature morte (Natureza Morta) — 1920-21;
  • Amédée Ozenfant — Nature morte au verre de vin rouge (Natureza morta com copo de vinho tinto) — 1921;
  • Le Corbusier — Nature morte verticale (Natureza Morta Vertical) — 1922;
  • Le Corbusier — Nature morte
  • (Natureza morta) — 1921.
Nature morte

Amédée Ozenfant — Nature morte.

Le Corbusier Nature morte

Le Corbusier — Nature morte.


Referências utilizadas neste conteúdo:

PITA, Maria Eliza de Castro. Le Corbusier: o cristal e a concha. Tese (Doutorado em História e Fundamentos da Arquitetura e do Urbanismo) – FAUUSP. São Paulo, 269 p. 2012.
Tate. Purism. Disponível em: <https://www.tate.org.uk/art/art-terms/p/purism>. Acesso em: 23 mai. 2019.


Alexandre Garcia Peres

Alexandre Garcia Peres

Alexandre Garcia Peres, formado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), gosta de literatura, língua portuguesa e do seu gato.

Conheça Mais Sobre o Autor

Teste seus conhecimentos sobre Purismo – Movimento Artístico: Surgimento, Características e Artistas

1) Leia as afirmações abaixo e faça o que se pede em seguida.

I. O purismo nasceu como movimento contrário ao Cubismo.
II. Os fundadores do Purismo criticavam o Cubismo, dentre outras razões, pelo fato de o Cubismo ter se tornado muito decorativo.
III. Os artistas do Purismo, ao contrário dos cubistas, não faziam uso de formas geométricas, pois consideravam-nas já defasadas.
IV. O Purismo teve vida curta, pois não angariou muitos seguidores na época.
V. Assim como no Expressionismo, o elemento central das obras puristas é o sentimento e as emoções dos artistas, que colocam o seu eu interior na obra.

São afirmações verdadeiras sobre o Purismo:

  • a) I, II, III, V.
  • b) I, II, IV, V.
  • c) I, II e V.
  • d) I, II, IV.

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply