Pato – Características físicas, Comportamento, Habitat, Alimentação e Reprodução

O pato é uma ave aquática que pertence à ordem Anseriformes e à mesma família do ganso e do cisne, chamada Anatidae. No entanto, os patos são menores que os cisnes.

Esse animal possui distribuição global, com exceção da Antártica. No Brasil, há muitas espécies de pato, como o pato-do-mato, o pato-de-crista e o pato-mergulhão. Este último encontra-se criticamente ameaçado de extinção.

Confira, abaixo, mais detalhes sobre as características do pato e algumas curiosidades!

Características físicas do pato

Sendo uma ave, o corpo do pato é recoberto por penas que variam em coloração dentre as espécies e as raças desse animal. As penas internas são macias e funcionam como isolante térmico, enquanto as externas são grossas e resistentes à água, pois são encobertas por um óleo. Por isso, é comum ver os patos passando a boca sobre as penas para liberar o óleo sobre elas e impermeabiliza-las.

O pato tem um pescoço longo e um bico que pode ser amarelo, laranja e até preto. É comum possuírem carúnculas, verrugas avermelhadas, sobre o bico. Já nos pés possuem membranas natatórias que auxiliam o nado.

Os patos podem atingir até 85 centímetros de comprimento.

Em geral, a aparência tanto do macho quanto da fêmea é similar. No entanto, durante a época reprodutiva, é comum que os machos adquiram penas mais coloridas. Após o nascimento dos filhotes, os machos perdem essas penas.

Comportamento

Em geral, os patos são animais sociáveis e diurnos. Eles realizam vocalizações, principalmente quando se sentem ameaçados. Em algumas espécies, machos e fêmeas realizam vocalizações diferentes, como o pato-madeira (Aix sponsa), dos Estados Unidos.

O comportamento de impermeabilizar as penas é chamado de “preening”. Para fazer isso, precisam deslocar o pescoço e enfiar a cabeça sobre as asas para que tudo fique recoberto por óleo. Além de impermeabilizar o corpo, esse comportamento ajuda a remover parasitas.

Muitas espécies de patos migram para se reproduzir. Em geral, se dirigem para regiões mais quentes para que possam encontrar comida e criar os filhotes.

Habitat

Os patos são encontrados em praticamente todos os locais do mundo, com exceção da Antártica, que é muito frio para eles. Nas regiões em que são vistos, podem ser nativos ou introduzidos. Antigamente, era comum colocarem patos perto de lagos construídos com funções paisagísticas.

São frequentemente associados a lagoas e parques públicos, em áreas urbanas. Na natureza, são vistos em regiões úmidas, pântanos, lagoas, rios e oceanos.

Alimentação

Os patos são animais onívoros. Eles se alimentam principalmente de plantas aquáticas e gramíneas encontradas nas margens dos lagos. Consomem também sementes e castanhas e alguns invertebrados aquáticos e terrestres, pequenos peixes e girinos.

Reprodução

O ninho é construído no chão, próximo à borda dos rios, ou em ocos de árvores, como faz o pato-mandarim. A fêmea coloca entre 8 e 14 ovos e, em algumas espécies, o macho reveza com ela para chocar. Ambos os pais realizam cuidado-parental.

Curiosidades

Como criar patos

O pato pode ser utilizado como fonte de alimento por humanos, tanto para consumo de sua carne quanto de seus ovos. Além disso, suas penas são muito utilizadas na fabricação de travesseiros e, em alguns países, esses animais são caçados por esporte. Por isso, a criação de patos pode ser uma alternativa de fonte de renda.

O pato é um dos animais mais fáceis para criar, pois demanda baixo orçamento e a criação pode acontecer em locais pequenos, em cerca de 20 metros quadrados. O abrigo pode ser construído com tijolos, pedaços de maneira, telas de arame e telhas de barro, materiais fáceis e de baixo custo. Além disso, não requerem muita prática do produtor iniciante.

A única necessidade é possuir um lago, uma piscina ou um tanque para que os animais possam se reproduzir e nadar. Como a espécie se adapta bem em uma grande variação climática, não há necessidade de instalar aquecedores ou ventiladores no local onde estiverem.

Outra qualidade desse animal é que são bastante resistentes a doenças e não possuem restrições alimentares. Hortaliças e grãos são boas opções para complementar o fornecimento diário de ração, para manter uma dieta equilibrada.

Predadores

Algumas espécies de patos são ameaçadas pela caça ou pela coleta de ovos, realizada por muitas culturas.

Além do homem, seus predadores naturais são, em geral, mamíferos, como os gambás e os furões. Já ratos e outros animais costumam consumir seus ovos.

Bruna Manuele Campos

Bacharel e Licenciada em Ciências Biológicas pela USP (2016 e 2018), tem 25 anos e é apaixonada pela natureza e por explorar o mundo. Quando não está se aventurando por aí, gosta de aquietar as pernas com livros e séries.

Conheça Mais Sobre o Autor

Publicações Relacionadas

Deixe seu Comentário

WebGo Content