Importância da água – Ciclo da água e Medidas de Preservação

A água é uma das principais responsáveis pela vida no planeta. Aproximadamente 70% da superfície da Terra é coberta por água, e em todas as atividades humanas esse recurso natural é essencial.

Desse percentual, 97% é de água salgada, e somente 2,5% é de água doce. O mais complicado é que apenas 0,3% são das águas superficiais (rios, lagos). Tal cenário preocupa muitos pesquisadores, pois todos apontam a escassez dos recursos hídricos próprios para manter a vida no planeta.

O Brasil é um país estratégico nesse contexto, já que muito da água doce superficial está aqui, corresponde a 12% do total. O país também concentra muitas reservas hídricas subterrâneas.

Essa importância da água vai além de números da sua distribuição pela Terra, pois, sem tal recurso, ecossistemas serão extintos, e a vida no planeta tende a ser suprimida.

Importância da água3

 

A importância da água para a vida no planeta

Seres humanos, animais e vegetais têm em suas composições a água. Uma mulher adulta tem 60% de água na constituição de seu corpo; já o homem tem 65%. Essa quantidade é responsável por realizar as reações química e outros processo fisiológicos que fazem funcionar todo o organismo.

Para os vegetais a água é tão importante quanto, pois, sem ela, tais seres não conseguiriam nem germinar e seguir seu ciclo de vida. Por isso, as atividades agrícolas não existiriam sem os sistemas de irrigação.

Outro ponto importante é a fotossíntese, processo fundamental para o desenvolvimento das plantas, que usa a água para sintetizar suas moléculas.

O líquido que tanto usamos no dia a dia também é indispensável para  o controle dos níveis de temperatura no corpo dos seres vivos. É pela transpiração que conseguimos eliminar toxinas que atrapalham algumas funções do organismo.

Sem dúvida, esse é elemento vital para a vida. No entanto, esse é um recurso de possível esgotamento, basicamente por conta de influências em seu ciclo de renovação.

Importância da água

Como funciona o ciclo da água?

A água é um recurso que precisa do pleno funcionamento de seu ciclo contínuo, que se divide nas seguintes etapas:

  • Transpiração – processo que libera água dos corpos, principalmente dos vegetais;
  • Evaporação – passagem do estado líquido para o gasoso;
  • Condensação – passagem do estado de vapor para líquido;
  • Precipitação – reação na condição das nuvens que provoca chuva, neve, granizo e orvalho;
  • Escoamento – plano por onde as águas escoam;
  • Infiltração – forma com que as águas superficiais penetram nos lençóis subterrâneos.

Qualquer perturbação nesse ciclo comprometerá a renovação dos recursos hídricos. Para entender como funciona esse processo, basta entender o exemplo prático, abaixo:

  1. Radiação solar faz com que os corpos terrestres transpirem;
  2. Evaporação, que faz os líquidos seguirem para a atmosfera;
  3. Condensação dos líquidos em nuvens;
  4. Nuvens influenciadas por alterações meteorológicas, provocando chuva e devolvendo água para a superfície.

O desmatamento e a poluição são os principais perturbadores do ciclo da água. A cobertura vegetal é fundamenta para proteger as nascentes dos rios, e durante a etapa da transpiração. As florestas, por exemplo, acumulam reserva importante para manter o ciclo.

a poluição trava principalmente o escoamento dos mananciais, e a infiltração da água nos lençóis subterrâneos, além de contaminar a pouca água doce disponível para o consumo.

É certo que são as águas oceânicas as grandes responsáveis por alimentar tal ciclo. Porém, outros desequilíbrios ecológicos vêm atrapalhando a distribuição da água pelo mundo.

Importância da água2

Medidas para preservação da água

A importância da água fica clara quando apontamos que sem ela, não haveria vida. Mas, o que fazer para preservar sua renovação? Hoje, muitos grupos vêm se organizando para apresentar soluções que ajudem.

A Organização das Nações Unidas (ONU) tem programas específicos voltados para o problema do consumo da água no mundo. Todas a ideias convergem para temas como:

  • Melhorias no abastecimento;
  • Redução na degradação do meio ambiente;
  • Consumo consciente dos recursos hídricos;
  • Combate à poluição das águas;
  • Melhora da demanda e qualidade.

Porém, além das decisões macros, é preciso que cada um entenda a importância da água e busque formas para ajudar na preservação desse recurso vital.

Para isso, pode-se algumas tomar atitudes, como:

  • Dar o destino correto a resíduos sólidos;
  • Ter o controle doméstico adequado para o consumo de água (nada de passar horas intermináveis embaixo do chuveiro);
  • Incentivar ou participar de programas de reflorestamento de matas ciliares (formação vegetal que protege os cursos da água);
  • Combater e denunciar atitudes depredatórias, por exemplo, queimadas.

Essa são pequenas maneiras de conservar a água, mas que transformam grandes aspectos da vida na Terra.

Rafaela Cortes

Jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Revoltada por natureza, vê na comunicação uma oportunidade de extravasar a sua paixão por curiosidades, arte e conhecimento.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content