Onça-pintada – Características, Comportamento, Habitat, Alimentação

A rainha das florestas brasileiras é a onça-pintada (Panthera onca). Ela é considerada o maior felino das Américas e o terceiro maior no ranking mundial, perdendo apenas para o leão e o tigre.

A onça diverge opiniões, sendo temida por uns e admirada por outros. Porém, é considerada de grande importância para a manutenção de nossos ecossistemas, pois trata-se de um predador de topo de cadeia alimentar. Sua presença em determinadas regiões indica que o local está em boas condições ambientais.

Apesar de sua fama, ela pode ser confundida com a onça-parda. Esta última é uma outra espécie, tendo porte menor, com pelagem amarelo-claro ou avermelhada, dependendo da região, além de miar como o gato doméstico.

Onça-pintada3

Características físicas da onça-pintada

A onça-pintada adulta pode chegar a 150kg e 2,5 metros de comprimento, do nariz à ponta da cauda, e até 80cm de altura. Os maiores indivíduos dessa espécie são encontrados no Pantanal brasileiro e os menores em regiões de floresta, como na Amazônia.

Sua pelagem pode variar do amarelo-dourado para o preto, com pintas cheias e rosetas de cor preta. A padronagem das pintas é individual e é utilizada para identificar indivíduos, principalmente em pesquisas sobre a espécie. Já a pelagem de barriga, garganta e partes internas dos membros é branca.

Comportamento

Essa é uma espécie que já foi considerada solitária e territorialista, mas estudos recentes provaram um grau de socialização entre os indivíduos. Os machos, porém, emitem sons, defecam e urinam para marcar o território, pois encontros entre eles causam conflitos e lutas.

A onça-pintada pode caçar a qualquer hora do dia, mas é mais ativa durante o entardecer e à noite.

Habitat

Atualmente, a onça-pintada encontra-se extinta nos Estados Unidos, mas ainda pode ser vista na América Latina e raramente no México. Sua presença ocorre em diversos habitats, de florestas tropicais a regiões desérticas, bem como em elevadas altitudes. No Brasil, encontra-se nas áreas de Floresta Amazônica, Mata Atlântica, Cerrado e Pantanal.

Seu território de vida varia de acordo com a região, podendo ser entre 10 e 260km2. Tais valores são relacionados às características do habitat, bem como de disponibilidade de alimento e refúgio.

Alimentação

Espécies pequenas até répteis de 200kg já foram registrados como presas da onça-pintada. Entre suas presas naturais estão os pequenos mamíferos, capivaras, catetos, queixada, veados e jacarés.

Mas, quando a disponibilidade desses alimentos diminui, o animal pode atacar rebanhos domésticos, o que implica em conflitos com o homem. Assim, é considerada um caçador oportunista.

Essa espécie não persegue suas presas, mas fica na espreita a espera de uma oportunidade para dar o bote e matar suas presas sufocando-as ou mordendo a nuca.

Onça-pintada2

Reprodução

Não há unanimidade a respeito da época reprodutiva das onças-pintadas. Enquanto alguns autores afirmam que é sazonal, outros defendem que pode se reproduzir o ano todo.

A maturidade sexual é atingida mais cedo nas fêmeas, havendo relatos de fêmeas maduras aos 11 meses de idade. Já os machos atingem a maturidade sexual entre os 2 e 4 anos de vida. A gestação das onças produz de 1 a 4 filhotes por vez, e dura entre 90 e 111 dias.

Curiosidades

Muita gente acha que a onça-pintada e a onça preta são espécies diferentes, mas elas pertencem à mesma espécie. Ambas podem gerar filhotes tanto amarelos como pretos. O que ocorre entre elas é a diferença na quantidade de melanina do pelo, sendo a onça preta também chamada de “forma melânica”.

A mordida da onça-pintada é considerada a mais forte e potente entre os felinos de todo o mundo. Outra característica interessante é que ela não mia como os outros felinos. Da mesma maneira que o leão, tigre e leopardo, a onça-pintada emite um som chamado de esturro, mais parecido com um ronco ou rugido.

Onça-pintada

Outras informações

A onça-pintada tem sido alvo da caça predatória porque fazendeiros alegam terem prejuízos econômicos pela predação de seus rebanhos. No entanto, estudos comprovam que a maioria dos ataques alegados não são causados por onças.

Além disso, onças-pintadas procuram alimentos em fazenda de animais domésticos, em função da destruição de seu habitat por ações humanas.

De maneira geral, suas populações estão sendo reduzidas no Brasil, sendo praticamente extintas nas regiões nordeste, sudeste e sul do país. Por esses motivos, essa é uma espécie considerada vulnerável pela IUCN (União Internacional para Conservação da Natureza) e pelo IBAMA.

Gostou? Confira, também, o conteúdo completo sobre Lobo – Características do animal: espécies (tipos), sobrevivência e curiosidades!


Bruna Manuele Campos

Bruna Manuele Campos

Bacharel e Licenciada em Ciências Biológicas pela USP (2016 e 2018), tem 25 anos e é apaixonada pela natureza e por explorar o mundo. Quando não está se aventurando por aí, gosta de aquietar as pernas com livros e séries.

Conheça Mais Sobre o Autor

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply