Regimes totalitários na Europa – Quais foram? Como e Quando surgiram?

Regimes totalitários são um tipo de sistema político no qual o Estado passa a ser controlado por uma única pessoa, grupo ou classe social, exercendo forte autoridade, muitas vezes ilimitada, e suprimindo qualquer sinal de democracia.

Ao longo do século XX, vários regimes totalitários surgiram na Europa. Esses tinham na propaganda uma grande aliada, tanto para a propagação de suas ideologias como para o controle da informação. Os principais regimes autoritários encontradas na Europa são os descritos a seguir.

Fascismo

O Fascismo surgiu na Itália em 1919, tendo como grande líder Benito Mussolini, fundador do Partido Nacional Fascista. A palavra fascismo tem origem na palavra latina fasces, fazendo referência a um símbolo muito usado na Roma Antiga. Esse representava a força na união, segundo a metáfora de que um galho sozinho pode ser quebrado, porém unidos, os galhos tornam-se bem resistentes.

O fascismo se desenvolveu e ganhou força durante as décadas de 20 e 30, levando a Itália a ter participação ativa durante a Segunda Guerra Mundial, tendo como aliado a Alemanha Nazista.

Essa ideologia tinha como características o totalitarismo, o nacionalismo, o militarismo, a censura e a vigilância interna, a forte propaganda do regime e o culto à força física, entre outras.

O Fascismo terminou oficialmente em 1943, com a morte de Mussolini e o armistício assinado entre a Itália e os aliados.

Nazismo

Nazismo é uma ideologia política baseada no nacionalismo alemão e na ideia de superioridade da raça germânica. Surgiu e se desenvolveu dentro do Partido Nazista, criado na Alemanha em 1920, em um momento de muita turbulência política devido, entre outros fatores, à derrota alemã na Primeira Guerra Mundial. À frente dessa ideologia estava Adolf Hitler, um ex-cabo do exército que ascendeu ao poder, tornando-se chanceler e líder máximo da Alemanha a partir de 1933.

O Nazismo é responsável pela eclosão da Segunda Guerra Mundial e de um dos piores acontecimentos da história humana: a morte de milhões de judeus naquilo que ficou conhecido como Holocausto.

Oficialmente a doutrina nazista durou de 1920, ano da fundação do partido, até 1945, após o fim da Segunda Guerra Mundial. Porém, atualmente, ainda existem vários grupos neonazistas que idolatram a figura de Adolf Hitler e reproduzem o ódio e a intolerância defendida pelos partidários do regime.

Salazarismo

O Salazarismo foi um regime ditatorial que existiu em Portugal entre 1933 e 1974, e que é muito conhecido como Estado Novo. O termo “salazarismo” se dá por conta da menção a António de Oliveira Salazar, que governou Portugal com mãos de ferro entre 1933 e 1968. Após o afastamento de Salazar por motivos de saúde, o governo ficou a cargo de Marcello Caetano até 1974, quando o regime foi derrubado pela Revolução dos Cravos, que trouxe de volta a democracia à Portugal.

O Salazarismo foi marcado pela concentração de poder nas mãos do líder (somente o partido do governo tinha autorização para funcionar), pela perseguição aos opositores, pela censura e pelo controle total dos meios de informação, além de ser extremamente conservador, nacionalista e anticomunista.

Stalinismo

Stalinismo é o nome dado ao período em que Josef Stalin ocupou o poder político na antiga União Soviética (ou seja, entre 1924 e 1953), e tendo como base teórica uma interpretação própria do Marxismo.

Assim como outros regimes autoritários, o Stalinismo também apresentava forte centralização do poder na figura do líder e do partido único, nacionalismo exacerbado, repressão a qualquer tipo de oposição, o culto à imagem de Stalin e do Partido Comunista, censura dos meios de comunicação, militarização e intensa presença de uma propaganda estatal.

Após a morte de Stalin, a União Soviética continuou sendo um país fechado e autoritário, mas procurou se afastar da imagem do antigo líder, durante o governo de Nikita Khrushchov, que era mais reformista e menos repressivo.

Franquismo

Franquismo é o nome que se dá ao regime instaurado na Espanha pelo general Francisco Franco, em 1936, após o fim de uma guerra civil. Esse regime teve longa duração (39 anos), terminando após a morte do general.

O Franquismo era um regime fortemente baseado no nacionalismo e no autoritarismo, controlando todos os aspectos da sociedade espanhola e suprimindo outras culturas, como bascos e catalães. Tinha forte caráter militar, anticomunista e anti-anarquista, e forte inspiração no fascismo italiano.

Umberto Oliveira

Bacharel em História pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content