Semana de Arte Moderna de 1922 – O que foi e Principais artistas envolvidos

A Semana de Arte Moderna é considerada um dos principais marcos da história cultural e artística do Brasil. Conheça, a seguir, o que foi esse evento, o que representou e os principais nomes envolvidos. Ao final, teste os seus conhecimentos com os exercícios que preparamos para você!

Ela foi um marco na arte e história brasileira, impondo novos padrões, colocando nosso país no mapa e destacando a cultura local. Aqui, no Gestão Educacional, você poderá ler o conteúdo completo sobre a Semana de Arte de 1922.

O que foi a Semana de Arte Moderna

semana da arte

Trata-se de uma manifestação cultural e artística, que ocorreu no Teatro Municipal de São Paulo, entre os dias 11 e 18 de fevereiro de 1922. Nela, foram realizadas apresentações de música, dança, poesias, palestras e exposição de obras de arte.

Curiosamente, não se trata de um evento tradicional. Os artistas envolvidos possuíam uma finalidade: propor uma nova visão de arte, tendo como base as estéticas que se desenvolviam na Europa.

Em outras palavras, eles propunham a renovação artística, uma vez que toda a produção nacional tinha como base o conceito clássico de arte, o que deixava o Brasil muito atrás de países europeus.

Para isso, esses artistas pregavam o desenvolvimento de uma arte moderna e mais brasileira, que não fosse uma cópia do que era praticado no exterior, ressaltando a individualidade da nação. Houve um maior destaque decores locais, folclore, fauna e flora local, tudo para que não se enaltecesse a arte internacional, mas sim a nacional.

Durante a Semana de 22, o grupo de artistas rompeu com a arte acadêmica praticada até então e apresentou, por meio de musicais, recitais e exposições, obras que chocaram o público.

A partir de então, teve início o Movimento Modernista nacional, responsável por revolucionar a arte brasileira em todos os âmbitos. Houve uma explosão criativa, que pavimentou o caminho para que se desenvolvessem obras realmente nacionais, reflexos da sociedade, e não mais cópias de estéticas clássicas europeias.

Principais Características

Com o objetivo de chocar toda a sociedade paulista dos anos 20, foram determinadas algumas características, entre elas:

  • Fuga do formal;
  • Ruptura com o tradicional;
  • Influência das vanguardas europeias;
  • Destaque e valorização da cultura brasileira;
  • Experimentos estéticos nas artes;
  • Temáticas cotidianas.

Principais artistas da Semana de Arte Moderna

A comissão organizadora da Semana de Arte Moderna de 1922 e lista de participantes são compostas por grandes nomes do modernismo nacional, que ficaram conhecidos dentro e fora do país por suas obras. Entre os principais, destaque para:

  1. Mário de Andrade (1893-1945): escritor, musicólogo, crítico literário e folclorista. Publicou os livros Há uma Gota de Sangue em Cada Poema e Paulicéia Desvairada, mas sua obra mais conhecida e estudada é Macunaíma, que é considerada uma obra-prima da literatura brasileira.
  2. Oswald de Andrade (1890-1954): escritor e dramaturgo, é considerado uma das lideranças do movimento modernista, principalmente por seu perfil irreverente, irônico e combativo. Criou diversas obras, entre elas Manifesto Pau-Brasil, Manifesto Antropófago e Serafim Ponte Grande.
  3. Graça Aranha (1868-1931): escritor e diplomata brasileiro, foi um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras. Sua obra mais representativa é Canaã, que trabalha com temas como preconceito e racismo.
  4. Victor Brecheret (1894-1955): escultor ítalo-brasileiro, que criava obras com inspiração cubista, expressionista e construtivista. Uma de suas criações mais conhecidas é o Monumento às Bandeiras, que é uma homenagem aos bandeirantes, responsáveis por desbravar os sertões, entre os séculos XVII e XVIII. Tal escultura, que tem 11 metros de altura e 43,80 metros de profundidade, é exposta gratuitamente em São Paulo, próximo ao Parque Ibirapuera.
  5. Anita Malfatti (1889-1964): artista plástica e uma das principais representantes da pintura moderna nacional. Suas obras iniciais chocaram a sociedade de mentalidade provinciana e receberam críticas severas de Monteiro Lobato, no famoso texto Paranoia ou Mistificação? Anita criou obras como O Homem Amarelo e A Boba.
  6. Heitor Villa-Lobos (1887-1959): importante maestro brasileiro, pois compunha com foco na cultura regional e popular. Entre suas obras estão as Bachianas Brasileiras e uma série de choros.
  7. Di Cavalcanti (1897-1976): foi pintor, caricaturista, escritor, jornalista, entre outras coisas. Sua obra tem grande influência do cubismo e expressionismo alemão, além de trabalhar com temas populares, o que pode ser notado em Pierrot, Mulheres com Frutas, Nu e Figuras, Duas Mulatas e Baile Popular.

Outro nome importante da semana é Tarsila do Amaral, sendo Abaporu sua principal obra, que ganhou destaque por representar bem a arte brasileira, dando atenção para as cores e formas. Seus trabalhos a tornaram uma das maiores pintoras brasileiras representante do Cubismo.

O que representou a Semana de Arte Moderna de 1922

semana da arte de 22

Embora a crítica à Semana de Arte Moderna tenha sido severa, com seus organizadores e participantes sendo considerados loucos e doentes mentais, o evento foi de extrema importância para a cultura nacional, representando uma ruptura com o passado.

A partir de então, diversas obras modernistas foram criadas, além de revistas, manifestos e movimentos culturais. Entre os principais, destaque para as revistas Klaxon e Estética, além do Movimento Antropofágico.

Toda essa manifestação e mudança cultural foi importante porque levou à modernização da arte nacional, que passou a ser mais autoral e livre do classicismo vigente, além de abrir caminho para que importantes artistas surgissem no futuro. Sem o trabalho da Semana de 22, talvez não teríamos outras grandes obras nacionais, como Grande Sertão: Veredas, de Guimarães Rosa, entre outras.

[CONFIRA TAMBÉM: O QUE SÃO AS VANGUARDAS EUROPEIAS?]

Agora que você já sabe um pouco mais a respeito da Semana de Arte Moderna de 22, que tal testar os seus conhecimentos com os exercícios que preparamos? Basta rolar até o final e se divertir! Ah, e não deixe de compartilhar com os seus amigos, desafiando eles também!

Rafaela Cortes

Jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Revoltada por natureza, vê na comunicação uma oportunidade de extravasar a sua paixão por curiosidades, arte e conhecimento.

Conheça Mais Sobre o Autor

Teste seus conhecimentos sobre Semana de Arte Moderna de 1922 – O que foi e Principais artistas envolvidos

1) Em poucas palavras, o que foi a Semana de Arte Moderna?

  • a) Trata-se de uma manifestação política, que ocorreu no Teatro Municipal de São Paulo, entre os dias 11 e 18 de fevereiro de 1922.
  • b) Trata-se de uma manifestação cultural e artística, que ocorreu no Teatro Municipal de São Paulo, entre os dias 11 e 18 de fevereiro de 1922.
  • c) Trata-se de uma série de apresentações e debates políticos, que ocorreu no Museu Municipal de São Paulo, entre os dias 11 e 18 de fevereiro de 1922.
  • d) Trata-se de uma assembleia religiosa e cultural, que ocorreu no Teatro Municipal de São Paulo, entre os dias 11 e 18 de fevereiro de 1922.

2) A Semana de Arte Moderna de 22 propunha uma nova visão de arte, tendo como base as estéticas que se desenvolviam na Europa. Pensando nisso, quais dos adjetivos abaixo melhor definem o movimento?

  • a) Infantilista e sexista.
  • b) Saudosista e melancólico.
  • c) Libertador e clássico.
  • d) Progressista e desprendido.

3) Os artistas deste período pretendiam chocar o público com manifestações artísticas inovadoras, com forte representação de:

  • a) Formas geográficas com estilo romântico moderno.
  • b) Revolução enaltecida pelos modelos estéticos encontrados na Europa.
  • c) Elementos do folclore, da flora, da fauna e do povo do nacional.
  • d) Figuras deformadas, cores escuras e pinceladas marcantes.

4) A Semana da Arte Moderna foi uma das principais manisfestamentos artísticas do Brasil, tendo grande influencia na produção cultural que viria logo em seguida. Com ela, surgiram revistas, folhetins, manifestos e produções que romperam com todos os padrões estéticos até então estabelecidos. Das alternativas abaixo, qual destaca um dos principais eventos posteriores à Semana de 22?

  • a) O Grupo dos Cinco.
  • b) Parnasianismo.
  • c) Movimento Antropofágico.
  • d) Geração Beat.

5) O movimento Modernista, surgido a partir das manifestações da Semana de 22, influenciou produções artísticas e culturais não só no campo da literatura, mas também da música, da arquitetura e das artes como um todo. Das alternativas abaixo, qual delas é uma contribuição pernambucana ao movimento?

  • a) Cobogó.
  • b) Grunge.
  • c) Literatura de cordel.
  • d) Bolo de Rolo.

6) No campo da literatura, qual das obras abaixo é considerada um marco do Modernismo nacional?

  • a) Capitães da areia.
  • b) Macunaíma.
  • c) Abapuru.
  • d) Grande Sertão: Veredas.

7) Apesar de ser conhecida como Semana de Arte, o evento contou com programação em:

  • a) 15 dias.
  • b) 30 dias.
  • c) 5 dias.
  • d) 3 dias.

Deixe seu Comentário

WebGo Content