Botânica: o estudo das plantas – O que é? História, Pesquisa e Profissão

As plantas e as algas são essenciais para a manutenção da vida na terra, pois produzem o oxigênio por meio da fotossíntese. O entendimento sobre seu funcionamento é a chave para entendermos o processo de evolução dos organismos.

Além disso, as plantas e algas são a base da cadeia alimentar, classificadas como produtores primários e, portanto, essenciais para a manutenção das comunidades. Estes organismos possuem grande importância econômica, como alimento ou como matéria-prima na produção de remédios e cosméticos, por exemplo.

No Brasil, a vegetação é extremamente diversa e abundante, com especial destaque para a Floresta Amazônica e Mata Atlântica. Porém, a vasta extensão do nosso território permitiu uma variedade ainda maior de biomas.

Estudar e administrar estes recursos requer pesquisa para que sejam cuidados de maneira sustentável. Os profissionais responsáveis por esta função são os botânicos. Confira, abaixo, mais detalhes sobre esta profissão tão especial.

O que é a botânica?

Botânica é uma das ramificações da Biologia. É a ciência que estuda as plantas (pertencentes ao Reino Plantae) e as algas (que pertencem ao Reino Protista).

Essa área aborda a classificação, a reprodução, o aspecto estrutural e de desenvolvimento, as doenças, a ecologia e outras características destes organismos.

História, estudo e pesquisa da botânica

A análise destas características pode ser feita desde o nível molecular, genético ou bioquímico, até o nível macroscópico. As áreas de estudo da botânica incluem: morfologia, fisiologia, ecologia, sistemática e outras subdivisões.

A grande variedade de formas das plantas instigou cientistas a se debruçarem sobre sua classificação, como o famoso Linnaeus, pai da classificação sistemática dos organismos.

O conhecimento sobre as plantas e algas permitiu que os humanos desenvolvessem a agricultura, que é hoje uma das principais formas de produção e obtenção de alimento.

Outro cientista que fez parte da história da botânica foi Gregor Mendel, considerado o pai da genética. Ele utilizou variedades de ervilhas para entender como ocorre a transmissão de caracteres entre as gerações, dos pais para os filhos. Tais estudos foram de extrema importância para todas as áreas da Biologia.

Movidas principalmente por interesses comerciais e econômicos, as pesquisas botânicas têm avançado, recentemente. Elas possibilitaram não apenas o cultivo de plantas para a alimentação, mas também o uso dos vegetais na fabricação de cosméticos e remédios.

Atualmente, além do grande interesse pela área médica e cosmética, grande parte das pesquisas botânicas também aborda as doenças das plantas, as características nutricionais para elaboração de fertilizantes e adubos, o melhoramento genético de plantas, os efeitos da poluição sobre elas e a conservação de espécies.

Botânico: profissão

O profissional botânico estuda a flora para fins de classificação, a ecologia, a agronomia e o descobrimento de substâncias ou para o paisagismo. Ele pode atuar com pesquisas em laboratórios, em campo, em ecoturismo, como paisagista e como consultor ambiental.

Os estabelecimentos que contam com botânicos são as unidades de conservação, o jardim botânico, as empresas de cultivo de mudas e sementes, os laboratórios de melhoramento genético e as universidades públicas e privadas. No entanto, no Brasil, o mercado de trabalho não tem sido muito promissor e amplo para estes profissionais.

A maioria dos botânicos, atualmente, encontram-se no setor público, trabalhando com pesquisa.

Para se especializar em botânica, é necessário ter cursado a graduação em Biologia ou Agronomia.

Bruna Manuele Campos

Bacharel e Licenciada em Ciências Biológicas pela USP (2016 e 2018), tem 25 anos e é apaixonada pela natureza e por explorar o mundo. Quando não está se aventurando por aí, gosta de aquietar as pernas com livros e séries.

Conheça Mais Sobre o Autor

Teste seus conhecimentos sobre Botânica: o estudo das plantas – O que é? História, Pesquisa e Profissão

1) (Acafe 2017/2) Considerando que Botânica é a parte da Biologia que estuda as plantas, analise as afirmações a seguir. I - O fruto é uma estrutura presente nas gimnospermas e angiospermas, sendo importante para a dispersão e a proteção da semente. II - As angiospermas estão subdivididas em dois grupos: as monocotiledôneas e as dicotiledôneas. Como exemplos de plantas dicotiledôneas, pode-se citar: feijão, amendoim, soja, arroz e trigo. III - As briófitas e as pteridófitas são plantas criptógamas e dependem da água para a fecundação. IV - As plantas vasculares são dotadas de xilema e floema, estruturas responsáveis pelo transporte da seiva bruta e da seiva elaborada, respectivamente. V - Os tecidos meristemáticos são responsáveis pelo crescimento dos vegetais e a partir deles são formados os tecidos adultos da planta. Todas as afirmações estão corretas em:

  • a) I – II – III
  • b) II – III – V
  • c) III – IV – V
  • d) II - V

Deixe seu Comentário

WebGo Content